Rua Padre Marchetti, 596 - Ipiranga, São Paulo - SP

(11) 2063-3955

provinciadobrasil@oblatos.com.br

A infância de Santo Eugênio e os exílios

A infantaria de Eugenio de Mazenod na cidade de Aix estava cheia de alegria: a família estava bem estabelecida; eles moravam em uma famosa avenida em Aix; eram da realeza… não havia preocupação. Sua família trabalhava no ramo farmacêutico.

Desde a infância, Eugenio era conhecido por ser uma criança muito determinada em suas ideias e quanto ao que queria em sua vida.

Aos 7 anos, ingressou na escola dos Bourbon, onde teve seus primeiros contatos com a vida religiosa, já que, nesse coliseu, os padres jesuítas ensinavam.

Quando a Revolução Francesa eclodiu, o pai de Eugenio era contra os ideais do mesmo. Como resultado do qual, sua família corria o risco de ser exterminada. A família de Mazenod teve que se exilar em abril de 1791, Eugenio tinha 8 anos de idade.

A odisseia de Eugenio começou com a perseguição de sua família, um exílio que parecia nunca ter fim. Precisou ir à Nice, Turim, Veneza e Palermo. Todo esse tempo, Eugenio só estava enfrentando, não apenas o exílio, mas também a perda dos bens de sua família e a terrível separação de seus pais. Com tudo isso, Eugenio encontrou pessoas importantes em seu caminho que o guiaram a tomar decisões, pessoas que marcaram sua vida como Don Bartolo Zinelli, que foi peça chave para a Espiritualidade de Eugenio. Aos 12 anos depois, ele retorna para Aix.

 

Nelson Penayo
Fagner Braga
Noviços Oblatos

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.