Rua Padre Marchetti, 596 - Ipiranga, São Paulo - SP

(11) 2063-3955

provinciadobrasil@oblatos.com.br

Notícias dos Oblatos › 26/06/2018

Comunidade São João Batista inaugura no Jordão o Centro de Evangelização Dom Fernando Saburido

O bairro do Jordão, na zona sul do Recife, viveu uma noite memorável neste sábado (23/06), véspera da festa de São João. O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, presidiu celebração eucarística na pequena capela que tem como padroeiro São João Batista, na festa dos 60 anos da comunidade. A missa foi concelebrada pelos padres Oblatos de Maria Imaculada, responsáveis pela Paróquia há muitos anos, e por missionários oblatos vindos do Peru, Argentina e Cuba.

Fiéis da Paróquia Cristo Rei participaram da celebração eucarística na comunidade. O pároco, padre Edicarlos Alves, recebeu e apresentou à assembleia um grupo de seminaristas que veio ao Recife para um retiro de preparação para os votos perpétuos: Luís, da Argentina; Antônio Zapata, da Nicarágua; Gilberto Pascoal, do Haiti; Francisco Domingos e Abraan Hernandes, da Guatemala; Miguel Angelo, do México; e Fernando, do Uruguai.
Com a capela lotada de fiéis, a celebração histórica pode ser acompanhada também por um telão instalado na área externa da igreja. No espaço, decorado com bandeiras e balões juninos, havia cadeiras, toldos e barraquinhas. A homilia de dom Fernando teve um tom carinhoso. O arcebispo de Olinda e Recife disse que comunidade é privilegiada por ter um padroeiro tão importante – o único santo cujo dia se comemora na data do seu nascimento. “Os outros santos são lembrados no dia de sua morte, que é quando nascem para Deus, na vida eterna, mas a Igreja celebra o nascimento de São João, em 24 de junho, e também o seu martírio, em 29 de agosto”, explicou. E afirmou que os santos são colocados diante de todos para servirem como modelo. No caso de João Batista, sua vida foi um convite insistente à conversão. “É preciso aprender com ele a vivermos, de fato, o Evangelho, caminhando como cristãos, sendo cada vez mais irmãos, comprometidos com o Cristo, em defesa da paz e da fraternidade”, disse dom Fernando.
Antes da bênção final, o coro de câmara do Movimento Pró Criança fez uma apresentação especial e foi aplaudido de pé. Uma miscelânea musical mostrou a versatilidade do talento dos jovens, sob a regência do maestro Otávio Góes, passando pela música popular brasileira, pelo frevo e até por canções em italiano e inglês. O coro foi criado em 2017 e esta é apenas a segunda vez que faz uma apresentação pública.
Convidado pelo padre Edicarlos, o padre Vilmar fez os agradecimentos finais da celebração. O padre, que foi pároco da Paróquia Cristo Rei e que trabalha atualmente em Cuba, lembrou pessoas importantes na história da organização da comunidade. Enfatizou o esforço, a colaboração e a união que fizeram crescer não somente as paredes da capela, mas a missão de evangelizar na região. E no final, pediu, emocionado: “Rezem por mim e também por Cuba, porque lá não podemos fazer essas coisas bonitas assim como vocês fazem aqui no Brasil; é uma igreja amordaçada que vive nas catacumbas, mas que persiste na fé”.
Padre Edicarlos falou em seguida, explicando que, em grandes festas, os oblatos têm sempre um gesto concreto, um memorial, um legado para o povo. “Essas paredes guardam a memória daqueles que nos precederam e foram fiéis nesses 60 anos, mas a Igreja aponta para o futuro”, disse o pároco. Por isso, segundo ele, veio a ideia de inaugurar um centro de evangelização na comunidade, com o nome de dom Fernando Saburido. E dirigindo-se ao arcebispo, afirmou que “é preciso formar o coração e a mente para que, aquecidos pelo Espírito Santo, nos impulsionem à evangelização no mundo, nos impulsionem a sermos e vivermos o que o senhor tem nos ensinado, dom Fernando: a sermos discípulos e missionários de uma igreja em saída”.
Corte de fita, descerramento de placa, fotos oficiais e bolo. A inauguração do Centro de Evangelização Dom Fernando Saburido encerrou a noite com muitos sorrisos e abraços. O arcebispo abençoou o local, que tem salas de catequese, cozinha e salão, e agradeceu a homenagem dos presentes. A coordenadora da comunidade São João, Rose Maria Cristiane da Silva, ficou feliz com o resultado de tanto trabalho. E diante dos elogios recebidos pela organização da capela e da festa, demonstrou sua gratidão pela colaboração de cada coordenador que doou uma parte de sua vida para fazer crescer a evangelização na comunidade. “As antigas coordenações foram firmes, fizeram um bom trabalho, e estou apenas dando continuidade a todo o esforço empreendido por elas aqui na igreja”.
O novo Centro de Evangelização vai acolher as atividades pastorais como as aulas de catequese, as reuniões pastorais, os grupos de perseverança e outras áreas de trabalho da comunidade.

Fonte: Pascom AOR
https://www.arquidioceseolindarecife.org

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.