Rua Padre Marchetti, 596 - Ipiranga, São Paulo - SP

(11) 2063-3955

provinciadobrasil@oblatos.com.br

JUPIC › 10/10/2019

Folhetim – 10 de Outubro 2019

OBLATOS DE MARIA IMACULADA
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, PAZ E INTEGRIDADE DA CRIAÇÃO

CEARÁ

1. Melhor educação do Brasil, segundo o Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (IDEB);
2. 2º lugar em Solidez Fiscal, segundo o Ranking de Competitividade dos Estados do Centro de Liderança Pública (CLP);
3. 1º lugar em investimentos públicos do país, segundo a Secretaria do Tesouro Nacional;
4. Tem a única Zona de Processamento de Exportação (ZPE) em funcionamento no país;
5. É um dos portos mais modernos e estratégicos do Brasil, parceiro do Porto de Roterdã,Holanda, um dos maiores do mundo;
6. Referência nacional de organização regional de saúde pelo Banco Interamericano de desenvolvimento (BID);
7. 1º lugar no Índice de Transparência, segundo o Ranking de Competitividade dos Estados;
8. Possui a segunda maior rede de cabos submarinos do mundo.

NOTA: 82 das 100 melhores escolas do país estão no Ceará.

SANTO DIAS DA SILVA

Desde o ano passado está em andamento o Comitê Santo Dias da Silva, cujo objetivo é manter viva a memória dele, repassar a caminhada da classe trabalhadora nestes últimos 40 anos, e repassar os avanços e retrocessos da caminhada da classe trabalhadora nesse período. Para este mês de outubro estão programadas várias atividades; no dia 30, como em todos os anos, haverá o ato defronte ao local onde havia a fábrica em que Santo fazia piquete, seguida de caminhada e Missa no cemitério de Campo Grande. O celebrante neste ano será Dom Angélico Bernardino.

SÍNODO PARA A AMAZÔNIA

Há dois Oblatos participando do Sínodo: Dom João Kot e Roberto Carrasco, peruano, e fazendo pós-graduação em comunicação social em Roma.

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, Dom Erwin Krautler, emérito da diocese de Xingu, afirmou que excluir mulheres da Igreja é uma “atitude consenso”; elas assumem compromissos e responsabilidades admiráveis a respeito de suas comunidades. Ele vive em Altamira desde 1965. Para ele as questões com as quais a região se defronta são a falta de padres, o problema da terra e problema dos indígenas.

Em síntese, o problema se resume em passar de uma pastoral de visita para uma pastoral de presença; não se pode mais continuar com um padre passando por aldeia indígena a cada ano ou dois, e lá ficar dois ou três dias.

Na área do Xingu há ao redor de 800 comunidades indígenas; há 30 padres com idade avançada, acima de 65 anos. Aquelas comunidades não têm o que caracteriza a fé católica, a Eucaristia. Há padres indígenas, mas eles estão fora do seu povo. O Sínodo está composto de 185 bispos (58 brasileiros) dos nove países que compõem a Amazônia; são ao redor de 250 pessoas que participam do Sínodo, instituído em 1965. O atual é o 16º; o anterior tratou da juventude.

PAPA FRANCISCO

“O fogo ateado por interesses que destroem, como o que devastou recentemente a Amazônia, não é o do Evangelho. O fogo de Deus é calor que atrai e congrega em unidade. Alimenta-se com a partilha, não com os lucros”.

O Papa usou a palavra “fogo” 13 vezes em sua homilia de abertura do Sínodo.

Desde que o Papa assumiu, foram realizadas duas assembleias ordinárias sobre temas gerais: família em 2015 – jovens em 2018. Houve uma assembleia extraordinária que tratou da evangelização em 2014. Há também assembleias especiais; em 2009 tratou-se da África; em 2010, do Oriente Médio.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.