Rua Padre Marchetti, 596 - Ipiranga, São Paulo - SP

(11) 2063-3955

provinciadobrasil@oblatos.com.br

JUPIC › 23/04/2019

O PETRÓLEO É NOSSO, A PETROBRÁS, NÃO!

OBLATOS DE MARIA IMACULADA
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, PAZ E INTEGRIDADE DA CRIAÇÃO

Os preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha têm um efeito sobre a população difícil de entender e quase impossível de explicar.

Nenhum outro bem tem a mesma influência e apelo. Não temos notícias de uma mobilização nesta intensidade contra aumentos do pão, do feijão, dos remédios ou dos planos de saúde, estes, sim, fundamentais para a população.

O monopólio legal da empresa, que durou 44 anos e ainda causa reflexos no setor, deixou no imaginário nacional a sensação de que a Petrobrás deveria atender aos desejos e sonhos de todos, ideia simbolizada pelo slogan o Petróleo é nosso. Ao longo do tempo, a empresa passou a financiar diversas atividades, visando conquistar simpatia e apoio dos diversos segmentos da sociedade. Foram alocados recursos para patrocinar vôlei, futebol, festas juninas, cinema, teatro e até salva-vidas nas praias da zona sul do Rio de Janeiro.

No governo Bolsonaro, que foi eleito como um defensor do livre mercado e da autonomia na gestão da Petrobrás, verifica-se que mais uma vez prevalece a velha prática de intervir nos preços, desta vez explicada por uma possível greve de caminhoneiros. Intervenções atabalhoadas causam prejuízos ao setor e à Petrobrás, o que resulta em perdas para a União e à sociedade brasileira.

A intervenção atabalhoada levou a Petrobrás perder 32 bilhões de reais em valor de mercado. A definição do preço dos combustíveis depende de diversas variáveis; a principal é a cotação internacional em dólar do combustível.

A Petrobrás não possui mais o monopólio de exploração e produção em campos no Brasil. Para conseguir novas áreas para explorar e produzir petróleo, como os blocos do pré-sal, a estatal tem de brigar nos leilões com concorrentes mundiais. Se vender seu único ganha-pão a preços muito baixos, não consegue arrematar blocos nem aqui nem na China. Esse é um problema antigo da estatal.

Pelo fato de o preço do diesel influenciar direta e indiretamente a inflação, governos caem na tentação de manipular o preço e a inflação. Quando Lula assumiu a presidência em 2002 sua ministra das Minas e Energia, Dilma Rousseff anunciou que quem determinava o preço dos combustíveis era o governo. Ledo engano!

 MEIO-AMBIENTE. Entre 1970 a 2010 (40 anos) destruímos 52% do planeta.

  • 8 famílias detêm mais patrimônio do que a metade mais pobre da população mundial;
  • 1% dos mais ricos detêm mais riqueza que os 99% restantes;
  • somos 7,45 bilhões sendo que 2 a 3 bilhões em condições econômicas dramáticas;
  • o planeta produz 80 trilhões de reais de riquezas em bens e serviços; ou 11 mil reais para cada família; (5) 28 grandes Grupos Econômicos Multinacionais controlam 75% da economia mundial, bancos centrais e ministros da A quem interessar consulte a Laudato Si 106 – 109 – 110 – 119 – 122 – 123.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (UNICAMP).

Ela recebeu 83.697 inscrições para as 3.396 vagas em disputa nos diversos processos seletivos de 2019. No vestibular, o principal sistema de ingresso, a concorrência geral foi de 29,5 candidatos por vaga. No curso de medicina, a concorrência chegou a 330 candidatos por vaga. Campinas tem 95 escolas públicas de ensino médio; o critério de seleção para o preenchimento das vagas é a nota no Enem. A Unicamp é a que melhor tem se dedicado à democratização do acesso universitário.

Envie suas observações a este folhetim – abril – 2019.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.